domingo, 30 de janeiro de 2011

Café de Garcia







Desde 1900 estas paredes permanecem de pé para receber aqueles que querem ver memórias mais preciosas da vida da cidade ouvindo um tango, um jogo de sinuca, beber café ou comer uma deliciosa super picada com a família e amigos.



Herança e orgulho no bairro de Villa Devoto, o Café de García é mais do que a continuação de uma tradição familiar com uma barra de memória, um museu de fotografias ou um refúgio para os itens obsoletos. 




Acessando por uma porta lateral do café, se encontra o que era o antigo quarto duplo da familia Garcia, hoje um bar em anexo ao serviço oferece uma "Super Picada" criada pela casa, que é composto por trinta ingredientes, cheios de azeitonas recheadas, almôndegas, berinjela marinada, pimentos assados, batatas fritas, frios variados e outras iguarias de dar água na boca de apenas imaginar. Apenas na quinta, sexta e sábado à noite nesta área tranquila do bar, onde, por último mas não menos importante, ornamentos tantos ou mais, no salão principal. Que escapou de uma pintura a óleo da vida ainda, os itens à moda antiga, em sua maioria doados por clientes e vizinhos estão interligados sob a luz quente do lustre central com troféus de caça, utensílios de cozinha, garrafas de óleo, as garrafas, cestas, fraldas e até mesmo um pão de queijo perfumado para ralar.




Localizado Calle Sanabria 3302 (Esq. José Pedro Varela) - Villa Devoto

http://www.cafedegarcia.com.ar/

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Hipodromo Argentino de Palermo - Cassino





O jogo aqui ele é liberado, mas há poucos casinos, um em Puerto Madero outro no Tigre. A alternativas, para quem não pode viver sem fazer uma “fezinha”  além de aproveitar um ótimo passeio, é visitar o Hipódromo de Buenos Aires.
 

Na parte aberta, a entrada é gratuita, mas se você quiser conforto, pode pagar 25 pesos e ficar na área VIP, fechada com vidros e mais perto da linha de chegada. Em todas as platéias, há cafés e vários lugares para apostas. As corridas acontecem a cada meia hora. Mas não é todo dia, o melhor é sempre dar uma olhada no calendário que está no site do Hipódromo, para não perder a viagem.





Se o seu jogo favorito são os caça-niqueis, todo o porão do hipódromo está recheado dessas máquinas, loucas para engolir seu dinheiro. São, mais de 4 mil maquinas de ultima geração que variam de 0,01 a 10 pesos, espalhadas por um enorme espaço que mais parece um shopping de máquinas, escadas rolantes, vários cafés e sorveteria.
Nunca para, funciona as 24 horas.




O que mais me chamou a atenção foi a média de idade dos frequentadores. Talvez uns 80% de senhoras com mais de 60 anos de idade.

Também notei é que como não tem janelas é difícil ter idéia do que acontece na rua e o celular não funciona ali, não tem sinal. Quase perdi minha mãe em uma visita.


Localizado na Avenida Del Libertador 4101, 1426 Palermo


domingo, 23 de janeiro de 2011

Las Cuartetas Pizzaria



Se estiver no centro, uma ótima opção de um saboroso almoço, janta ou lanche é uma boa pizza. Las Cuartetas é lugar ideal para quem quer comer bem sem gastar muito.

Fundada em 1932. Lá a avó do meu marido levou ele varias vezes quando criança, hoje vamos nós, eu gosto.



Com um bom serviço, uma das melhores e mais tradicionais pizzaria da cidade. Muito neon publicitário e mesas de mármore

O pedido pode ser feito por fatia ou pizza, contando com uma gigantesca variedade de sabores, só não tem pizza doce, aqui não existe.

Uma especialidade Fugazza ( cebola e queijo). A minha é muzzarela ou napolitana, o queijo é sempre farto.




Localizado na Calle corrientes,  838, a 2 quadras da Florida

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Tango eletrônico - Gotan Project



O Gotan Project é um grupo musical formado em Paris, constituído pelos músicos: Philippe Cohen Solal (Frances), Eduardo Makaroff (Argentino) e Cristoph H. Müler (suiço). 

O grupo juntou-se em 1999. O primeiro single a ser lançado foi Vuelvo Al Sur/El Capitalismo Foraneo em 2000, seguido do álbum La revancha del Tango em 2001. A sua música insere-se no estilo do Tango, mas com elementos eletrônicos que dão ao seu estilo uma nova forma de fazer tango: o tango eletrônico.

O nome deste trio vem da inversão das sílabas da palavra tango, seguindo o costume do lunfardo, a gíria argentina, de pronunciar as palavras "al revés", ou seja, de trás para a frente.

No Brasil, o sucesso veio mesmo com o single Época, tema de Bárbara, na novela Da Cor do Pecado, que foi exibida em 2004 pela Rede Globo.





TANGO ELETRONICO

O Tango encontra ares de renovação na Música Eletrônica

Nascido em Buenos Aires no fim do século 19, o Tango encontrou na Música Eletrônica ares de renovação que geram tanto temor quanto entusiasmo. Entre os precursores do "Tango Eletrônico", estão o Gotan Project e o Bajofondo Tango Club. O movimento se completa com grupos como Narcotango, Otros Aires, Ultratango, Tango Crash, San Telmo Lounge, Yira, Tanghetto y Malevo Sound Project, que vêm trazendo novas informações ao tango, cuja última renovação musical tinha se dado com Astor Piazzolla na década de 70.

De fato, enquanto alguns discutem se Piazzolla "é ou não tango", os criadores do TecnoTango vêem nele uma espécie de patrono que, se estivesse vivo, usaria computadores para fazer música. O Tango Eletrônico surge da fusão de instrumentos tradicionais do Tango, como o bandoneón, com computadores e samplers, seja em temas remixados, em composições totalmente novas ou utilizando fragmentos de canções clássicas do Tango. A grande pergunta é: "Trata-sede um subgênero do tango ou da música eletrônica?". A resposta depende de cada grupo. Enquanto Bajofondo e Gotan Project definem seu trabalho como música eletrônica, Miguel Di Génova, do Otros Aires, assegura que sua proposta é "90 por cento tango e o resto eletrônico".

O Otros Aires, que em suas apresentações ao vivo utiliza a videoarte, tem uma formação eclética, com gente que vem do tango, mas também com músicos que transitam pelo pop, ritmos latinos, rock e até o punk. Nas discotecas, o tango eletrônico costuma tocar no "After Hours", mas a proposta musical também tem chegado às "milongas", como são chamados os salões para bailar tango, onde, inclusive, está gerando novas formas da dança. Apesar de ter conquistado espaço próprio no VII Festival de Tango a ser realizado nos próximos dias em Buenos Aires, o Tango Fusion também coleciona críticas. Mais conciliador, o presidente do Ateneo Porteño del Tango, Segismundo Holzman, diz que "enquanto não se perder a essência do tango, tem que se respeitar o subgênero, que pode chegar a ser uma variante do tango como uma vez foi Piazzolla.

Fonte: Agência EFE

Tango e sua história





O tango, nos seus primórdios, era uma dança de homens, como um duelo.
Não havia letra e as músicas eram mais animadas e corridas.
Era a dança do cais do porto, do bas fond, de apaches, de machos.
Com a sua chegada aos bordéis e a entrada das mulheres, o tango ganhou letras pesadas, músicas de ritmo sofrido.
Vamos ao tango!


quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Café Tortoni





 

Café Tortoni - Desde 1858



O Café Tortoni, é o mais antigo café portenho, praticamente uma lenda da cidade. Inaugurado em 1858.
O básico do cardápio é chocolate quente, café ou cappuccino com churros, torta ou até um tostado de miga. Tudo muito simples, porém gostoso


                          

Um Café super estiloso e com cara de antigo. Apesar de "velho", o lugar é bem conservado e limpo, valendo a pena conhecer. 
Para quem quiser esticar a visita, poderá aproveitar para assistir um show de Tango na Bodega dentro do próprio café. O espaço é pequeno e bastante concorrido.


 


O Tortoni é um verdadeiro Centro Cultural, com direito à biblioteca, sala de exposições, sala de sinuca e a sala de espetáculos já mencionada. Ótimo lugar para ler e apreciar uma boa música. 
O lugar é muito disputado chegue cedo para evitar filas, principalmente nos finais de semana.

Localizado na Av. de Maio, 825 - Bairro Centro próximo a Casa Rosada


quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Las Violetas - café, restaurante, confeitaria




Não contei antes, moro no Bairro Almagro, próximo da tentadora cafeteria Las Violetas.
                 
Las Violetas foi fundada em 1884 e uma das características do prédio são os maravilhosos vitrais franceses e o pisos de mármore italiano, que fazem o tempo passar mais lento quando estamos sentados em suas mesas.

Obras de restauração, que começaram em janeiro de 2001 e terminaram em junho do mesmo ano, compreendeu o revestimento em madeira do lugar, as aranhas, colunas e céu raso. O piso do lugar foi irrecuperável, pelo tanto, se mandou a construir outro respeitando tamanho, forma e cores originais. A fachada foi conservada em sua totalidade mantendo-se seus mármores originais. Os trabalhos de restauração levaram uns seis meses de tarefas de investigação e tramitações municipais na área de patrimônio histórico.

Ao visitar o café próximo das 16 horas, pedir o chá completo e olhar para o lado, verá senhoras tomando seu chá da tarde, acompanhadas de outras senhoras. Todas muito bem arrumadas. Os garçons impecáveis.

O chá completo vem com uma bandeja inteira de doces, sanduíches e chá, café ou chocolate. Os doces (claro, é preciso fechar com doces). Tortas, bolos, rocamboles. Delicia, é impossível pensar em dieta ali.

Há dois tipos de chá da tarde. O María Cala e o La Violetera. Os preços variam entre 30 e 60 pesos, farto para 2 pessoas. Claro, eles também servem almoço ou você pode simplesmente sentar e pedir uma medialunas (que estão entre as mais deliciosas de toda a cidade, eu recomendo).

Para chegar é só pegar a linha "A" do metrô e descer na estação Castro Barros.






terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Tango nas ruas



Veja um belo show de tango.

Passando na Calle Florida não deixe de assistir tango na rua, todos os dias em varios horários em frente a Galeria Pacifico.

É possível também assistir em vários bairros como, Recoleta, San Telmo, La Boca e outros. 

Eu sempre dou uma paradinha, não resisto. 

domingo, 16 de janeiro de 2011

Chegada Rally Dakar 2011


Após 16 dias de competição e 9.500km percorridos, o Rali Dakar conheceu seus campeões neste domingo.

Na categoria motos, o grande vencedor foi Marc Coma, da Espanha.

Nos carros, a dupla Nasser Al Attiyah, do Catar e Timo Gottschalk, da Alemanha.

Já nos caminhões, o russo Vladimir Chagin venceu pela sétima vez.

Nos quadriciclos, Alejandro Patronelli, da Argentina.

O campeão das motos, Marc Coma, ficou na modesta quinta colocação, mas mesmo assim garantiu o título ao vencer cinco das 13 etapas, com tempo total de 51 horas e 25 minutos. Entre os carros a história não foi diferente. A dupla espanhola conseguiu a vitória, mas os vencedores foram mesmo a dupla Al Attiyah e Gottschalk, com tempo total de 21 horas e 16 minutos.


Nos caminhões, deu Vladimir Chagin, como de costume. O russo venceu pela sétima vez, com oito vitórias em 13 etapas. Nos quadriciclos, Patronelli garantiu a festa dos anfitriões.

Os competidores participam de uma chegada simbólica a Buenos Aires e os campeões vão desfilar pelas principais ruas da capital argentina. O Rali Dakar 2011 teve 13 etapas, disputadas entre Argentina e Chile. Especula-se que em 2012 sejam incluídas etapas no Brasil e Paraguai.
 
Brasileiros no Rally

Brasil não poderiam estar fora de uma disputa como esta. Foram 9 brasileiros disputando três categorias diferentes: José Hélio Rodrigues Filho, Jean Azevedo e Vicente de Benedictis Neto correram nas motos; as duplas Guilherme Spinelli/Youssef Haddad e Marlon Koerich/Emerson Cavassin competiram nos carros; e André de Azevedo e Maykel Justo disputaram entre os caminhões.
Jean Azevedo talvez seja o brasileiro mais conhecido no Dakar. Afinal de contas já são 13 anos na mais famosa competição de 'endurance' do mundo: ele correu dez temporadas entre as motos, duas nos carros, e retornou às duas rodas neste ano. Esta volta à origens rendeu o melhor resultado de Jean nas motos desde 2005: o sétimo lugar geral.
Marlon Koerich/Emerson Cavassin - 14ª colocação geral e ainda faturou a categoria "rookie" (calouro, em português), que é destinada àqueles que nunca correram no evento.
A dupla Guilherme Spinelli e Youssef Haddad conquistou o melhor resultado brasileiro no Rali Dakar pelo segundo ano consecutivo. Os dois terminaram na nona colocação geral entre os carros.

sábado, 15 de janeiro de 2011

Helado Freddo - IMPERDIVEL!!




 
Uma das grandes marcas argentinas gelado sem dúvida, é Freddo. Desde 1969, com o seu primeiro solo local, em seguida, vem ganhando no mercado para o gelato artesanal, oferecendo a mais alta qualidade, para seus ingredientes, processamento e apresentação impecável.

Em 1982 uma grande expansão com a abertura de escritórios em Belgrano, Flores, Palermo, San Isidro, Costa Atlantica e dos principais centros comerciais da cidade. Hoje você pode ver em muitos lugares Freddo Sorvete em Buenos Aires, no resto do país e do exterior, e no Reino Unido, Uruguai, Paraguai, Bolívia e em breve em São Paulo.

Freddo Sorvete lançou também sorvete diet, sorvete sem glúten, sorvetes e congelados dieta kosher, o que amplia o espectro de público ea escolha do consumidor.

Ele também tem um serviço exclusivo de entregas, habito comum aqui, o que permite entrega em domicílio pelo telefone.
* Dica: Não deixe de provar alguma das varias opções de chocolate e doce de leite. Os de frutas o que tem de diferente e super gostoso é arandanos, uma frutinha roxa da Patagônia.  A minha sugestão é o dulce de leche tentacion, uma loucura!!!!!!!!




Malba - Museu de Arte Latino-Americana





MALBA - Museu de Arte Latino-Americana mantem 228 peças colecionadas por Eduardo F. Costantini desde 1971. É a mais completa visão da arte do século 20 na América Latina, com os brasileiros Tarsila do Amaral, Di Cavalcanti, Lygia Clark, Oiticica, António Dias, Wanda Pimentel, entre outros. Tambem quadros de Frida Kahlo.
O segundo andar é reservado para exposições temporárias.
Localizado na Avenida Figueroa Alcorta 3415, Palermo Próximo ao Shopping Paseo Alcorta.



quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Obelisco e suas ruas.


O Obelisco, ícone da cidade de Buenos Aires, começou a ser construído em 20 de Março de 1936, tendo sido inaugurado em 23 de Maio do mesmo ano. Desenhado por Alberto Prebisch tem 67,5 m de altura durante a comemoração dos 400 anos da cidade. Localizado na  Av. Corrientes e Av. 9 de Julio.
  
Calle 9 de Júlio - A imponente Avenida é uma das mais largas do mundo, com uma extensão de cento e quarenta metros, e leva como nome a data de independência Argentina, em 1816.

Calle Florida - A famosa "Calle Florida" é uma rua especial desta zona e ocupa um total de 10 quadras em estilo calçadão. É uma fabulosa área comercial e cultural onde ainda se conservam livrarias, cafés e lojas tradicionais. Também ali está localizado o Shopping Galerías Pacifico.

Calle Corrientes - Lugar onde a cidade nunca dorme. Concentra a maior parte dos cinemas, teatros, livrarias e salas de espetáculos de Buenos Aires.  Fui pessoalmente à Corrientes 348, lembra o tango de Gardel "Corrientes 348, está el 2do. piso y el ascensor y todo a Media Luz..."  há um estacionamento. Segundo informações o tango é mera fantasia.




quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Bairros: História e Turismo Puerto Madero

Vou começar a fazer um detalhado um passeio por alguns bairros, contando sua história e ajudando a conhecer os melhores pontos turísticos de cada um.
Vamos começar por Puerto Madero, o meu favorito.

Puerto Madero

Sabem aquele projeto de Porto Alegre para remodelar o cais do porto em um grande empreendimento? Terá hotéis, shoppings, restaurantes e muito mais. Alguém pensou isso aqui e fez Puerto Madero.
Um dos mais audacioso e bem-sucedido projeto do mundo. No final do século XIX com a tendência agroexportadora Argentina. Eduardo Madero propôs e graças aos seus amigos influentes construiu uma série de diques para armazenamento em frente ao centro da cidade onde havia um lamaçal. Madero ganhou uma boa quantia vendendo terras em torno de seu empreendimento, mas em pouco tempo a faraônica empreitada de milhões se provou ineficiente e os 16 prédios das docas foram abandonados. Somente em 1989 a cidade começou a pensar em como aproveitar esta bobagem.
Transformar esta zona decadente em uma convidativa orla. Os antigos armazéns de tijolos vermelhos foram totalmente restaurados e se transformaram em escritórios, residências, academias, bares, conjunto de cines, hotéis e restaurantes.



Hoje Puerto Madero se tornou um charmoso bairro. Dizem que um dos mais caros metro quadrado da américa latina. Bairro moderno, escolhido para morar por executivos e jogadores de futebol bem sucedido. O calçadão, de frente para o rio, é muito frequentado por turistas e moradores inclusive de outros bairros (eu estou incluído nestes). É delicioso almoçar em um dos restaurantes em frente ao dique ou somente uma cervejinha gelada em uma tarde de sol.


Pontos turísticos:

*Corveta Uruguay
Navio construído  no século XIX. A mais antiga embarcação argentina conservada, foi navio-escola da Marinha. Tem como um de seus feitos heróicos um resgate na Antártida. Hoje funciona como um museu flutuante.
Localizado hoje na Calle Alicia Moreu de justo, 560, dique 1, entrada gratuita.

*Fragata Sarmiento
Outro museu flutuante da cidade. Fragata de madeira, aço e bronze com 85 metros de comprimento, 12 canhões e 35 velas. Também navio-escola da marinha. Destaque para o camarote do chefe de estudo que se conserva como original.
Localizado hoje na Calle Alicia Moreu de justo, 900, entrada 2 pesos.


*Hotel Faena
Instalado em um antigo armazém de 1902. Construído em tijolos aparentes e madeira, reformado por projeto do celebrado francês Philippe Starck, transformou-se no supra-sumo do luxo da hotelaria Argentina. Uma elegante e harmónica combinação do antigo com o moderno. O luxo e o requinte se encontram nos mínimos detalhes.
Nunca vi nada igual.

*Hotel Hilton
Esta importante cadeia de hotéis que se faz presente em um luxuoso e elegante empreendimento localizado em Puerto Madero.


*Puonte de la Mujer
Das ruas aos bulevares do porto, tudo em Puerto Madero tem nome de mulher. Esta ponte de pedestres é uma espécie de homenagem ao conjunto da obra. O autor teria se inspirado em um casal dançando tango. A ponte estruturada em aço tem um trecho giratório para as embarcações passarem.


*Reserva ecológica
Um dos maiores espaços verdes da cidade, 360 hectares do outro lado dos diques, surgiu espontaneamente sem planejamento humano. Vivem ali pássaros, iguanas, serpentes, castores e outros animais típicos das lagoas e banhados. Ha ainda diversos bosques silvestres, áreas de repouso, pista de caminhada e de bicicleta.


*Museu da Imnigracion
Um hotel de imigrantes, era o centro de recepção aos imigrantes, na maioria italianos, espanhóis e franceses na primeira metade do século XX. Neste edifício eles ganhavam hospedagem por 5 dias. Hoje é um museu que conta a história da imigração no pais.
Localizado hoje na Calle Antártida Argentina, 1355, entrada gratuita.

*Juan Manuel Fangio
Escultura que comemora o argentino 5 veces  campeão mundial de Fórmula 1, Juan Manuel Fangio.

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

City Tour no ônibus amarelo




Para os que ficam poucos dias é uma maneira de fazer um passeio por boa parte da cidade turistica.




Os veículos-de dois andares e sem teto no andar superior (com cobertura para dias de chuva) estão decorados com seis motivos gráficos que representam alguns dos atrativos mais importantes da cidade: o tango, os esportes, os livros, os bares, a arte e o desenho. Os ônibus, com capacidade para 50 pessoas sentadas, contam com um guia especializado em turismo portenho e tradutor para 10 idiomas.
Os ônibus passeiam pela cidade entre as 9 e às 17.30. Saem cada meia hora, da esquina de Florida e Avenida Roque Sáenz Peña. O percurso completo leva 2 horas 45 minutos, mas os passageiros podem descer em qualquer das paradas e subir no próximo ônibus que passa em 30 minutos. Os boletos compram-se no ônibus ou no Centro de Informações Turísticas do governo portenho em Florida e Diagonal Norte

Passa pelos seguintes pontos:

Plaza de Mayo: É o lugar onde foi fundada a cidade. Está situada no centro e ali também se encontram a Casa de Governo, ou Casa Rosada, o Cabildo e a Catedral da cidade.

Catedral: Sofreu várias modificações ao longo dos anos e é um dos edifícios mais chamativos pela enorme fachada que apresenta doze colunas que simbolizam os doze apostoles. Dentro da Catedral se encontra o mausoléu de mármore que alberga o sepulcro do General José de San Martín.

Cabildo: durante séculos foi o lugar onde se concentravam as autoridades da cidade. Parte de sua fachada foi demolida para a ampliação da Avenida de Mayo e a Diagonal Sul, tirando seis dos seus onze arcos.

Casa de Governo: É a sede do Poder Executivo da Nação Argentina desde 1862. A fachada se caracteriza por sua cor rosada, e pela falta de simetria como conseqüência da demolição parcial da asa sul em 1938. Este edifício é chamado também de Casa Rosada.

San Telmo: É o bairro mais antigo da cidade no qual se podem visitar antiquários e bares típicos. La Boca: situado no sul da cidade e ao lado do Riachuelo este bairro oferece a singular Rua Caminito; uma rua museu e uma paisagem tradicional de grande valor cultural e turístico, que adquiriu significado cultural devido a que inspirou a música do famoso tango Caminito (1926), composta por Juan de Dios Filiberto.

Recoleta: um exclusivo bairro da cidade repleto de arquitetura de estilo europeu e parques com centros de desenho e arte. Neste bairro se encontra o histórico Cemitério da Recoleta.

Porto Madero: O bairro mais novo da cidade no qual se erguem à beira do rio os mais modernos edifícios e restaurantes.

Teatro Colón: É sem dúvida o teatro mais emblemático da cidade, um edifício característico e com vida própria que oferece o ano todo espetáculos e concertos de primeiro nível.

Av. 9 de Julio: se diz que é a avenida mais larga do mundo. Neste percorrido se poderá ver o emblemático Obelisco, e se poderá observar também a vida e o ritmo que leva Buenos Aires.
O passeio oferece 12 paradas, aproveite para descer em todas.

00. Saida Calle Florida e Diagonal Noret
01. Plaza de Maio
02. Congreso Nacional
03. Monserrat
04. San Telmo
05. La Boca
06. Reserva Ecologica 
07.  Puerto Madero
08. Plaza Sn Martin
09. Bosques de Palermo, Rosedal
10. Plaza Itália
11. Recoleta
12. Plaza Lavalle 
Mapa do intinerário

http://www.buenosairesbus.com/recorrido.htm
*Dica: Muito cuidado na parada em La Boca, não se afaste, existe segurança somente nas imediações da parada do ônibus, vale descer, é lindo, colorido, tire muitas fotos, mas o entorno muito perigoso, esta região é frequentada somente por turistas, e os oportunistas adoram. A noite se for jantar lá, muitos restaurantes oferecem uma van para ida e volta, consulte o hotel ou ligue para os restaurantes.

Como circular em Buenos Aires

Transporte


Caminhar:
É muito fácil caminhar por Buenos Aires, a cidade é plana e razoavelmente planejada.
Desde a Praça de Maio que é o centro político e turístico da cidade, saem ruas e avenidas que, na maior parte do caminho são retas, com quarteirões bem quadrados e numerações padronizadas.


As quadras possuem uma numeração fixa – todos os quarteirões possuem 100 números. Por exemplo, o primeiro quarteirão de qualquer rua vai do nº 1 ao 100, o segundo, do 101 ao 200 e assim por diante. Não importa o tamanho ou a quantidade de edifícios. Assim, se você está no número 1500 da Avenida Corrientes e o café que está procurando, no 1800, sabe que terá de caminhar 3 quadras.


Como Buenos Aires é uma imensa reta, não há ladeiras para atrapalhar. Mais do que isso, só se tiver espírito de atleta. Lembre-se em Dezembro e Janeiro faz MUITO calor em Buenos Aires.


*Dica importante é que a cidade está dividida em quatro cantos. Todas as ruas mudam de nome ao chegarem à Avenida Rivadavia, que é a “divisora de águas”. O engraçado é que não parece uma avenida importante ali no centro. Assim, a cidade sofre uma divisão muito evidente entre sul e norte.


Por exemplo, a Calle Florida ao cruzar a Rivadavia muda de nome para Perú. A Defensa, do outro lado da Rivadavia, muda para Reconquista. E assim por diante. Esse é um dos principais motivos para as pessoas se perderem no centro. E a numeração sempre começa nesse cruzamento de uma rua com a Rivadavia. Assim, Florida nº 1 é nesse cruzamento e vai aumentando para o norte.


As ruas do sul, começam no cruzamento com Rivadavia e aumentam (é claro) para o sul. O mesmo acontece no leste-oeste quando as ruas se encontram com a Avenida La Plata.


Boa caminhada. Não se esqueçam da garrafa de água e do boné.




Remises - táxi especial, sem taxímetro:


Se você não gosta se seguir guias de excursão, orce o serviço de remises. Muitas vezes a tarifa se equivale a uma diária de locadora, pode ser contratado por hora e vem com chofer. Não recomendo alugar carro para andar na cidade, o transito é infernalllllll. Os hotéis sempre tem uma boa dica de empresa.




Táxi:


Eu em particular tenho péssimas experiências com táxi quando viajo. Realmente não gosto e quando uso sempre peço ao hotel um táxi conhecido. Por mais que achamos que entendemos tudo os taxistas sabem que somos turistas mesmo sem escutar nossa voz.




Metrô - SUBTE


É meu transporte favorito.
O metrô de Buenos Aires é formado por 5 linhas em funcionamento, denominadas com as letras e identificadas com cores. A linha “A”,  “B”, “C”, “D”, “E”, "H"
As linhas estão conectadas às principais avenidas, as estações permitem o acesso aos principais pontos turístico da cidade.










Em todas as estações há mapas com o percurso de todas as linhas e as intersecções com as outras linhas, que permite fazer um trajeto utilizando mais de uma linha pagando apenas uma passagem. A tarifa é fixa e se compra nos guichês das estações. 1,10 pesos 




Curiosidades do metrô de Buenos Aires:


A linha A, inaugurada em 1913, é também uma atração turística, por haver sido a primeira linha subterrânea da América Latina e por manter os trens que se utilizavam no início do século XX.
Adoro a linha "A", super romântica, trens de madeira, a estação Perú se mantém igual desde1913, uma estrutura metálica tem interessantes detalhes decorativos, as paredes com cópias de publicidade da primeira década do século XX, fotos das primeiras escavações do metrô com as pessoas observando com lindos trajes da época. 


Em algumas estações de metrô é possível encontrar murais, esculturas, vitrais e pinturas de artistas
consagrados e eventualmente nas suas instalações são também dedicadas aos eventos de música e teatro.



Horário de funcionamento do metrô de Buenos Aires:
Segunda a sábado das 5:00h as 22.30h
Domingo e feriado das 8:00h as 22:00h


El Ateneo - Livraria




Era um teatro que virou cinema, um cinema que virou livraria e uma livraria que virou atração turística. A história da decana livraria El Ateneo (Avenida Santa Fé, 1860).. O teatro foi construído em 1919. Depois de receber espetáculos de tango, o lugar passou a funcionar como cinema em 1926, e assim se manteve por longos 70 anos. A decadência adveio, e, em 2000, a rede de livrarias Yenni comprou o Grand Splendid. Desde então, o lugar das poltronas foi ocupado por milhares de livros, CDs e DVDs. E o palco – onde até Carlos Gardel se apresentou – virou um café, com piano ao vivo. A livraria tem ainda um auditório para 130 pessoas. Ao todo, são cinco andares: o térreo, três galerias (como as de um teatro de ópera) e um subsolo, onde fica a seção infantil. Mas mesmo quem não deseja comprar deve entrar aqui. Nem que seja para admirar o afresco da cúpula ou contar para os amigos que esteve na maior  e segunda livraria mais linda do mundo. A matriz, fundada em 1912, fica na Calle Florida, 340 que não é igual.
É possível como mostra o vídeo desfrutar da livraria, tem vários recantos com poltronas para até ler os livros.